Cachorros de Bikini

Não é um blog sobre cachorros e bikinis

Tag: Alienígena

Dia do Homem

Na ultima quarta-feira, também conhecida como 15 de Julho foi “comemorado” o Dia do Homem. Eu até poderia explicar o que me levou a colocar entre aspas o “comemorado”, mas um pensamento recorrente nubla minha cabeça e me impede de raciocinar o suficiente para construir meu argumento: Dia do Homem? Sério isso? Tem um Dia do Homem?

Eu não sou feminista, mas tenho a ligeira impressão de que uma data como essa só faria sentido se nossa sociedade fosse dominada por seres extraterrestres e o homem e a mulher ocupassem exatamente o mesmo papel na sociedade humana escravizada pelos aliens. Mas os alienígenas ainda não chegaram e nós ainda vivemos numa sociedade patriarcal que tem uma cultura muito sexista. Na minha cabeça ter um dia pra quem sempre ditou as regras do jogo não tem muita lógica.

Segundo as informações levantadas por mim através de uma pesquisa muito rasa feita em dois ou três links do Google, esse dia serve pra celebrar as contribuições que os homens deram à sociedade, provavelmente por que tudo que conhecemos foi feito pelo macaco conscientizar o homem sobre os cuidados com a sua própria saúde, já que homem não liga de ir pra médico, algumas outras bobagens e para lutar pelo direito dos homens. Essa última parte é tão nada a ver que não cabe nem comentar. Espero que eles estejam falando da licença paternidade que os homens tem em alguns países.

Mas a parte mais legal do Dia do Homem é o fato de ninguém dar a mínima importância pro Dia do Homem. Até o Dia do Amigo, que só ganhou projeção por causa do Orkut, parece mais coerente do que o Dia do Homem. Inclusive não creio que exista um ser humano que não tenha achado estranho a existência do Dia do Homem. Inclusive eu duvido muito que seja uma data conhecida por uma parcela grande da população. Por isso acho justo que comecemos a celebrar todos os dias que são sumariamente ignorados. Hoje, por exemplo, é 17 de Julho, Dia do Protetor das Florestas, que celebra a obra de grandes protetores da floresta como Chico Mendes, Dorothy Stang e o Curupira (sim, ele mesmo). Inclusive eu acho que esse dia é bem mais relevante que o Dia do Homem. Também é aniversário de David Hasselhoff e aniversário do falecimento de Billie Holiday, que eu não sabia que era mulher até um tempo desse. Nesse mesmo dia foi assassinado, juntamente com sua familia, o último czar da Rússia, Nikolai Romanov.

Contos de Segunda #4

Em uma estrela distante orbitava o planeta Pix221. Nesse planeta habitava Radrax, um jovem que sofria com um problema que ninguém em seu planeta conseguia explicar. De tempos em tempos Radrax ficava mau humorado, não tinha paciência e apresentava níveis de preguiça incompatíveis com os demais indivíduos de sua raça.

A família de Radrax era pioneira na exploração espacial. Por gerações eles foram por todos os pontos da galáxia mapeando os sistemas e registrando os planetas. Porém as variações de humor de Radrax não inspiravam confiança aos seus superiores do programa espacial. A continuidade do legado de sua família estava em jogo. Ele começou a investigar.

Pelo que ele podia lembrar tudo isso começou quando seu pai retornou de uma longa viagem de exploração. Foram sete anos. Na volta ele foi presenteado com um pequeno tubo metálico preso em uma corrente, levava a corrente no pescoço desde então. Segundo o pai lhe dissera, aquela era uma lembrança do dia em que ele havia chegado no ultimo planeta que visitara. A tradição dizia que o conteúdo só podia ser revelado quando quem recebeu o presente deixasse Pix221 pela primeira vez. Mas a tradição deveria ser deixada de lado.No interior do tubo havia uma folha de papel. Nessa folha havia algo escrito num idioma e um valor representado no sistema numérico alienígena. Segundo seu pai, aquela era a representação do dia de sua chegada segundo os padrões de registro dos habitantes daquele planeta. Aquilo devia ter algum significado.

Nos dados divulgados sobre a missão não havia nada que pudesse ser relacionado, mas nos diários da missão havia uma observação bastante curiosa.Nos registros da missão seu pai relatou que os seres inteligentes daquele planeta eram afetados pelos marcos utilizados para registrar a passagem do tempo. Algo mexia com eles deixando-os irritados, preguiçosos e impacientes, mas em outros momentos eles se mostravam eufóricos, bem humorados e dispostos. O conteúdo do tubo era um marco cronológico. De alguma forma ele estava afetando Radrax e só havia uma forma de remediar isso.

Ele pegou uma nave. Definiu o curso para o terceiro planeta mais próximo de uma estrela distante e avisou para seus superiores que só voltaria para Pix221 depois de devolver aquele maldito papel para seu lugar de origem e retornar com um marco cronológico chamado “Sexta-feira”.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén