Cachorros de Bikini

Não é um blog sobre cachorros e bikinis

Tag: Distopia

Previsões para 2019 (Segundo Blade Runner)

No longínquo ano de 2017 eu publiquei um post com previsões para o ano que estava só começando. Todas essas previsões foram baseadas em um filme dos anos oitenta chamado O Sobrevivente. Como filmes antigos costumam acertar bastante quando resolvem adivinhar o que vai rolar no futuro, eu resolvi assistir a outro filme em busca de previsões para o ano que mal começou. Foi aí que eu me lembrei de um filme que mal começa e já mete na sua cara um…


Obviamente eu estou falando de…


Blade Runner não é só um clássico do cinema, como também tem um monte de previsões sobre o modo de vida na Terra em 2019. Assim como O Sobrevivente faz com 2017, Blade Runner já começa acertando por mostrar que em 2019 todo mundo estaria vivendo em um mundo  bastante desgraçado. Pra mim isso foi suficiente pra dar credibilidade pra todas as outras coisas diferentes que vão chegar na nossa vida esse ano e provavelmente a maior delas é a existências dos replicantes. Em resumo os replicantes são formas de vida artificiais que replicam seres vivos naturais. Isso quer dizer que não existem só replicantes humanos, animais também são replicados. Isso quer dizer que você não vai precisar cometer um crime ambiental pra ter um animal exótico em casa.


Infelizmente não é sempre que os replicantes gostam dessa vida replicada. Alguns deles ficam até um pouco… Digamos… Mau humorados.


A publicidade também vai ser feita através de veículos nunca antes vistos. Reaproveitando a ideia dos antigos carros de som, a nova arma dos profissionais da propaganda vai ser o dirigível de som.


Se um carro de som consegue um alcance enorme, imagine um dirigível com uma tela de LED gigante e auto falantes ainda mais potentes. Mal posso esperar pra ver o impacto disso nas eleições de 2020. Mas não vai ser só peça publicitária que vai passar voando por aí. Em 2019 vamos começar a ver os primeiros carros voadores.

Digo que vamos começar porque o próprio filme mostra um tráfego aéreo bem tranquilo. Aparentemente a novidade vai chegar primeiro pras entidades públicas que cuidam da segurança já que os únicos carros voadores vistos no filme são da polícia de Los Angeles. Infelizmente essa mudança não virá sem um custo. Todos os aparelhos de ar condicionado serão removidos dos prédios públicos, todo mundo vai precisar voltar a usar ventilador.

Assim como em 2017, o comando de voz continua com tudo em 2019. Só que agora ele não está limitado apenas aos limites domésticos. Em 2019 os elevadores não só vão falar, mas também vão receber comandos de voz do usuário.


Os computadores também poderão ser totalmente operados totalmente por comando de voz. Infelizmente os modelos compatíveis não tem um visual muito arrojado, mas é um preço pequeno a se pagar pelo conforto de mexer no Photoshop sem mover um dedo sequer.


Falando em computadores, aparentemente as funções de chamada de vídeo não vão existir mais nos telefones celulares, mas pra isso já existe solução. Os, já praticamente extintos, orelhões darão lugar aos videofones públicos. Uma forma muito mais segura, ainda que pouquíssimo privada, de conversar com outra pessoa através de uma chamada de vídeo.

Por causa da crise de armazenamento, armazenar fotos digitalmente vai se tornar impossível para as pessoas comuns. Justamente por isso a impressão de fotos físicas e o uso de câmeras instantâneas, como a Polaroid, vão voltar com tudo, para o deleite daqueles que sentem falta do álbum de família ou de poder rasgar a foto da pessoa querida que acabou de se  tornar muito menos querida.


Eu poderia continuar listando infinitamente as coisas maravilhosas que vão mudar nossas vidas em 2019, mas prefiro fechar essa lista com a melhor coisa que 2019 vai ter: guarda-chuva com neon.


Eu poderia dizer que quem viver verá a confirmação de tudo que foi previsto aqui. Eu poderia dizer para esperarmos ansiosos por cada novidade, mas eu tenho certeza isso não vai acontecer e todos nós sabemos o porquê…

Previsões Para 2017 (Segundo O Sobrevivente)

Esse ano eu resolvi assistir a um dos maiores clássicos do cinema moderno. Um filme sobre futuro distópico que marcou época e até hoje é considerado uma obra prima do cinema. Estou falando do maravilhoso…

O Sobrevivente 1987

Essa obra espetacular de 1987 mostra um futuro onde a merda virou boné tudo deu errado e o maior sucesso no mundo do entretenimento é um programa de TV chamado O Sobrevivente (The Running Man no original). O filme conseguiu me ganhar logo nos primeiros segundos, quando eu me deparei com as primeiras palavras do texto de abertura..

6dea70b5644b916a2a59f13e61a4ee23

“Por volta de 2017”. É assim que o texto começa e já que estamos quase em 2017, resolvi tomar esse filme como base para fazer previsões para 2017.

Primeiro vamos para as novidades. No começo do filme o personagem do nosso amigo Arnold vai pra casa do irmão dele. Chega lá na porta, digita a senha e entra. O problema é que o irmão dele não mora mais lá, a atual residente do apartamento é a mocinha do filme. Ou seja, em 2017 você não vai mais poder redefinir as suas senhas, principalmente quando estiver utilizando coisas que pertenceram a outras pessoas.

Captura de tela 2017-01-03 21.12.46

 

Outra tecnologia que estará disponível para todos os cidadãos comuns é o controle de tudo dentro de casa com comando de voz. Os preguiçosos agradecem. Também temos uma amostra de como o fim do sinal de TV analógico vai nos beneficiar. Com o advento da TV Digital nós vamos poder realizar as mais diversas transações direto dos nossos televisores. No intervalo da novela você vai poder, por exemplo, planejar sua viagem pro Havaí.

 

Captura de tela 2017-01-03 20.55.30

 

Aqueles que não conseguiram migrar para o sinal digital podem ficar despreocupados. Ninguém vai perder os programas de maiores audiência por causa de sinal incompatível. As redes de televisão vão transmitir seus programas diretamente para os telões instalados em locais públicos, de fácil acesso e com grande circulação de pessoas.

Captura de tela 2017-01-03 21.25.19

Problemas com WiFi, redes sem fio e falta de conectividade entre os aparelhos? Tudo isso vai ficar no passado. Depois de dar um passo em falso para o futuro daremos dois em direção ao passado e tudo vai voltar a ter fio.

Claro que não devemos esquecer do maior programa de televisão do universo. Em 2017 os condenados pela justiça vão lutar por suas vidas no reality show mais bizarro e violento da história. Estou falando de O Sobrevivente. Obviamente os participantes usarão aparatos esportivos de ponta e serão patrocinados por grandes marcas do esporte, como aquela marca famosa das três listras.

Captura de tela 2017-01-03 20.56.33

Agora vamos pra parte ruim do negócio. Para aqueles que detestam injeção temos uma notícia péssima. A partir de 2017 vão começar a aplicar injeção no lugar mais desgraçado possível. Se o termo técnico é “injeção interfalângica” já dá pra imaginar como vai ser.

Captura de tela 2017-01-03 21.21.40

Para aqueles que sempre estão levantando acusações contra a manipulação de informação através da imprensa sensacionalista. Em 2017 chutarão todos os paus das barracas e a manipulação da informação vai ser descarada e absurda em níveis nunca antes vistos.

Captura de tela 2017-01-03 21.04.47

Eu poderia continuar listando as maravilhas que o mundo retrofuturista de O Sobrevivente previu para o nosso 2017, mas eu não quero tirar toda a graça desse ano que está só começando. Estou aqui esperando ansioso pra que tudo isso aconteça e você?

 

Dois Minutos de Ódio

Eu nunca li nem assisti 1984. Em um tempo que nem se pensava em coisas como Jogos Vorazes, Divergente, Convergente, Detergente, Vem Com A Gente e outras distopias juvenis, uma galera já escrevia sobre futuros que não tinham dado certo. Um desses caras foi George Orwell, autor de 1984. Apesar de nunca ter lido esse clássico da ficção do século XX, acabei ouvindo um ou outro comentário aqui e ali a cerca da obra. E uma das coisas que mais ficou na minha memória foi justamente o horário que unificava toda uma nação: os Dois Minutos de Ódio.

    Funcionava de uma maneira bem simples. Todos os dias o governo super controlador retratado no livro exibia na casa das pessoas um vídeo mostrando um famoso inimigo do Estado. Durante essa exibição todas as pessoas colocavam pra fora todo o ódio que sentiam. Direcionando esse sentimento destrutivo para um inimigo do Estado e não para o Estado, que era o verdadeiro vilão dessa história. Aí fica a duvida de onde eu quero chegar com esse papo todo. Estava eu pensando outro dia se talvez não fosse bom instituir os Dois Minutos de Ódio.

    Ódio é uma palavra muito feia e normalmente usada de forma precipitada. Um sentimento tão negativo talvez tenha sido experimentado genuinamente em pouquíssimas ocasiões ao longo de nossas vidas. Talvez se somarmos todas as coisas que nos irritam na vida, possamos chegar perto do que é o ódio verdadeiro, e se de fato fizéssemos isso? Se resolvêssemos focar todos os nossos sentimentos negativos em um único ponto? Será que o efeito seria igual ao livro? Esqueceríamos de detestar aquilo que realmente nos faz mal e simplesmente agíssemos como se nada de realmente ruim estivesse nos acontecendo?

    Imagino que instituir esse tipo de extravasor tenha um efeito positivo. Principalmente pelo fato de deixarmos de nos irritar com coisas q não valem a pena, pois todo o nosso ódio estaria direcionado para um único ponto. Quem sabe eu institua algo como Dois Parágrafos de Ódio, só pra descarregar toda a minha raiva sobre alguma coisa. Isso provavelmente ocorreria pouquíssimas vezes… Talvez só depois de ler algo do tipo “Filmes Que Você Vai Querer Ver em 20XX”… Sempre tem uns filmes que me dão uma raiva descomunal, principalmente certos filmes de super herói produzidos pela FOX, mas isso fica pra outra hora. Esse tipo de ódio tem hora pra ser externado… Dois minutos, pra ser mais preciso.

Desenvolvido em WordPress & Tema por Anders Norén